Benguela

Loading...

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

É um escritor que muito escreveu e escreve sobre Angola e seus saberes.
Quem é que não se lembra das "Aventuras de Ngunga" e outros?
Actualmente é professor de Sociologia na Faculdade de Arquitectura de Luanda, Pepetela continua escrevendo.........e escrevendo para que viajemos na trama dos romances.
Leia e viaje também com Pepetela.

Memórias

Quem não se lembra da Cidade das Acácias?
Quente... Manhãs frescas e alegres... Um povo acolhedor...

Lembro-me de acordar com as peixeiras na rua, apregoando o seu peixe...
As crianças a irem para a escola, com os seus bancos, porque não havia secretárias na escola. Mas sempre com uma sorriso nos lábios!

Lembro-me das quitandeiras a venderem a fruta e os legumes de porta em porta.

E as ruas...as ruas eram o nosso parque de diversão. Era aqui que brincávamos à macaca... à garrafinha... às escondidas...

Lembro-me que ao sábado a minha mãe me obrigava a ir à catequese, porque, caso contrário, não podia ir para a praia.
Aos domingos, as manhãs eram calmas, quentes, mas frescas. A rotina era a mesma: de manhã ia à igreja e depois ia para a praia. Só voltávamos ao fim do dia. Se há noite houvesse alguma festa de um amiguinho, iamos; se não houvesse, ficávamos na pendura, a conversar até tarde.

Benguela... Um dia voltarei!

Minha cidade...!

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Sabores de Angola (cont.)

Moamba de galinha

Ingredientes:
1 galinha caseira
600 grs de dendéns
300 grs de quiabos tenros
gindungo q.b.
sal q.b.
1 dl de azeite
2 dentes de alho
2 cebolas médias
350 grs de abóbora carneira

Confecção:
Depois da galinha arranjada e lavada, corta-se aos bocados e tempera-se com sal, os dentes de alho e o gindungo pisados. Põe-se a galinha num tacho com a cebola picada e o azeite e leva-se ao lume a alourar. Entretanto coze-se os dendéns, assim que estiverem cozidos, escorre-se a água e pisa-se para separar os caroços. Adiciona-se cerca de 1 litro de água morna, aos poucos espreme-se bem e coa-se. Junte esta à galinha e deixe cozer, misturando a abóbora cortada aos cubos. Por fim junte os quiabos e deixa-se acabar de cozer. Sirva a muamba acompanhada com funge.


Cidade das Acácias Rubras


Identifica os frutos






Perder-se na noite



À noite, para um prego no prato e umas cervejas, com futebol em TV de plasma, nada melhor do que as esplanadas do Bar Tropical ou do Bar Estrela. O Bar Germânia e o Escondidinho são também locais a não esquecer. Para um gelado, o destino correcto é o Bar Gelataria Tropic, frente ao Bar Estrela. Vale a pena fazer 34Km, até à Restinga do Lobito, para jantar no Restaurante Zulu, com um ambiente previlegiado. Sábado e Domingo há que dar uma salto à Baía Azul para almoçar no Kimbo.

Um dia em Benguela


Às 7 da manhã a Pastelaria Flamingo está cheia. Pão quente e uma pastelaria variada, dele o local ideal para tomar o pequeno almoço.
No Restaurante Nónó, de Leonor Carrinho, frente ao Estrela 1º de Maio, é possível comer a peso ou "à la carte" comida variada e bem confeccionada. Para quem preferir comida caseira, portuguesa, à descrição, o local certo é o Restaurante Moreninha, junto à Rádio Morena Comercial.
A Residencial Sombra, a 250 metros da Praia Morena, dispõe de um ambiente muito agradável e arejado, boa comida e um óptimo serviço. Também é possível almoçar na Pensão Contente, preferida de muitos, ou comer a melhor muambada de Benguela no Tan-Tan, junto ao Cine Teatro Monumental. Para tomar o café, o local recomendado é o Café da Cidade, circuito obrigatório para esticar as pernas depois de um bom almoço.

Porta-Aviões da Praia Morena



O Clube dos Amadores da Pesca, conhecido pelo "Porta-Aviões da Praia Morena", é um edifício de 2 andares, com balneários e um pequeno restaurante no rés-do-chão. O primeiro andar tinha um salão, usado como restaurante, salão de bailes e salão de exposições. O segundo andar era a Sede do Clube, restrito a sócios. Esteve muitos anos abandonado, mas foi restaurado no final de 2001.

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Para visitar

Quando quiserem visitar Benguela, existem muitos locais de interesse arquitectónico, histórico e muito lindos para conhecer. Aqui fica um desses locais:




Praia Morena - A Cidade, rubra de acácias e salpicada de vida, descansa na areia fina da Praia Morena. É um local mágico, de encanto especial, onde o sol casa com a brisa fresca, transportando o pensamento ao ritmo suave das ondas. As casuarinas continuam a oferecer a sua sombra a jovens sentados nos muros, e a Pérgola, ainda rainha, recupera a coroa de buganvílias. A Prancha de Saltos, essa, é uma recordação antiga de risos e gritos, de uma alegria quase esquecida pelos mais velhos. E o Pôr-do-Sol é um espectáculo sempre novo, num céu de todas as cores, com o Sombreiro ao longe, erguido sobre o mar.


Sabores de Angola

Feijão de Óleo de Palma (Dendem)
Ingredientes:
óleo de palma
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
feijão cozido

Confecção:
Numa panela refogue um pouco a cebola e os alhos com o óleo de palma.Junte o feijão cozido (pode ser de lata) e acrescente mais um pouco de óleo de palma. Deixe apurar até ficar com o molho grosso.Sirva acompanhado de peixe grelhado (carapau, galo) e de banana madura e de farinha de mandioca torrada.

E apesar de tudo,ainda sou a mesma!
Livre e esguia,
filha eterna de quanta rebeldia me sagrou.
Mãe-África!
Mãe forte da floresta e do deserto...
A das acácias rubras,salpicando de sangue as avenidas,longas e floridas…
Sim!, ainda sou a mesma...
Terra!
Minha, eternamente…
Terra das acácias,dos dongos,dos cólios baloiçando,mansamente… mansamente!…
Terra!
Ainda sou a mesma!
Ainda sou a que num canto novo,pura e livre,me levanto,ao aceno do teu Povo!…
Alda Lara

Benguela... a minha cidade



Benguela é uma cidade, capital da província de Benguela, Angola, no oeste do país. Tem cerca de 156 mil habitantes. Após uma tentativa frustrada de criação de uma cidade no local de Benguela Velha, em 1587, a cidade foi fundada em 1617 com a designação de São Filipe das Acacias ou São Philippe de Benguella. Foi ocupada pelos holandeses entre 1641 e 1648. Foi a sede do designado Reino de Benguela, que foi administrado autonomamente entre 1617 e 1869.

Benguela é uma cidade de praias e paisagens muito lindas.É conhecida como a cidade das acácias porque lá encontra-se muitas destas flores. Estas flores são típicas de Benguela, não existindo em nenhum outro lugar de forma natural.

O povo é alegre, amigo e muito acolhedor. Por isso, quando quiserem viajar até Angola, não se esqueçam de passar por Benguela!